Laboratório Citocenter

Exames

RICKETTSIA ANTICORPOS, WEIL-FELIX

RICKE – RICKETTSIA – REAÇÃO DE WEIL – FELIX
 
SINÔNIMOS: RIQUÉTSIAS, PROTEUS OX2, PROTEUS OX19, PROTEUS OXK
 

MATERIAL
SORO
 
MEIO(S) DE COLETA
Gel separador
 

VOLUME MÍNIMO
1 mL
 
MÉTODO
AGLUTINAÇÃO DAS PARTÍCULAS
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Tubo com gel separador:
Homogeneizar imediatamente após a coleta e manter o tubo em repouso verticalmente para a completa retração do coágulo em temperatura ambiente, para evitar hemólise.
 
INSTRUÇÕES DE REJEIÇÃO
Amostras recebidas diferente das condições solicitadas e amostras com hemólise grau I.
INTERPRETAÇÃO
Ricketsias são protobactérias parasitas de artrópodes como piolhos, pulgas e carrapatos, que, através de sua mordida, transmitem esses microorganismos ao homem, causando doenças como tifo, erlichiose, febre maculosa e febre Q.
A diferenciação das rickettsias é feita com base nas respostas imunológicas que induzem no corpo humano.
O método de Weil-Félix detecta os anticorpos aglutinantes no soro de pacientes, que reagem com diferentes cepas ou espécies de Proteus. Cada espécie tem epítopos antigênicos semelhantes aos lipopolissacarídeos das membranas das riquétsias dos diferentes grupos. As riquétsias do grupo do tifo exantemático normalmente reagem com Proteus vulgaris OX19; riquétsias do grupo das febres maculosas, com exceção de R. akari, reagem melhor com a Proteus OX2. E riquétsias causadoras do tifo tropical (Doença Tsutsugamushi) reagem preferencialmente com Proteus OXK.

Sinonímia

FEBRE MACULOSA ; RICKETSIOSE ; RICKETTSIA ANTICORPOS, WEIL-FELIX ; WEIL-FELIX REACAO ; WEILFELIX

Informações Adicionais

Prazo de Entrega

15 Dias

Matarial

Soro Quantidade: 2 ml