Laboratório Citocenter

Exames

FUNGOS CULTURA DIVERSOS

MATERIAL
DIVERSOS
 
MEIO(S) DE COLETA
Conforme especificações de cada região de coleta. As amostras devem vir obrigatoriamente com a região de coleta informada e frasco vedado para que não haja vazamento.
 
VOLUME MÍNIMO
Variável
 

MÉTODO
CULTURA ESPECÍFICA
 
 
INSTRUÇÕES DE PREPARO:
Para lesões descamativas deve-se suspender um dia antes da coleta o uso de produtos dermatológicos, cosméticos e esmaltes. Em casos de lesões na virilha e⁄ou axila, não fazer depilação dois dias antes da coleta.
Para amostras subsequentes utilizar os mnemônicos:  (2ª amostra),
(3ª amostra), (4ª amostra),  (5ª amostra),  (6ª amostra),
(7ª amostra),  (8ª amostra),  (9ª amostra),(10ª amostra).
Medicação CULFU:
Pacientes que estejam fazendo uso de qualquer medicamento antifúngico local⁄tópico devem suspender o uso por pelo menos uma 10 dias antes da coleta. O uso de antifúngico sistêmico (por via oral e intravenosa) deve ser suspenso durante 30 dias se possível e conforme orientação médica.
 

INSTRUÇÕES DE COLETA
 

Coleta Escarro:
 
Coletar a amostra preferencialmente pela manhã antes da alimentação. Efetuar higiene bucal com escovação e gargarejo apenas com água, sem creme dental,  quando for o caso,  retirar próteses dentárias antes de coletar a amostra. Respirar profundamente de 8 a 10 vezes consecutivas,  tossir profundamente,  encostar a borda do frasco estéril abaixo do lábio inferior e obter o material. Evitar excesso de saliva.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
 
FEZES
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Amostras de fezes são raramente relevantes para cultura de fungos como agente causador de infecção, por se tratar de um material altamente contaminado. Enviar o material em Swab com meio de transporte Cary Blair para estabilizar a microbiota.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar refrigerado (2°C a 8°C)
 
FRAGMENTOS DE BIÓPSIA
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Fragmentos de Biópsias (tecidos e órgãos):
Procedimento realizado por profissional habilitado. Realizar assepsia do local da coleta. Enviar a amostra em frasco estéril umedecida com solução fisiológica estéril, a proporção ideal é de 1 gota de solução para cada cm2 apenas para garantir umidade da amostra propiciando melhores resultados.
 
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
 
LAVADO BRÔNQUICO
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Material coletado por endoscopia ou aspiração com cânula endotraqueal pelo profissional habilitado. Colocar entre 5-10 mL em frasco estéril com tampa de rosca.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
 
LESÕES DE PELE
 
NSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Lesões de pele::
Fazer antissepsia com álcool 70%, em casos de lesões secas. Coletar a amostra sempre nas bordas ativas das lesões, pois é o local onde é possível encontrar maior atividade do fungo. Realizar o raspado com lâmina, bisturi ou cureta dermatológica. Coletar o máximo de escamas epidérmicas possível, sempre escolher a lesão mais recente. Em caso de lesões com pus, limpar com soro fisiológico e coletar com Swab, as lesões vesiculosas devem ser coletadas no teto da vesícula, com o auxílio de agulha descartável e Swab. Amostras de raspado podem ser enviadas em, lâminas sobrepostas ou placa de Petri. Amostras úmidas devem ser enviadas em Swab com meio de transporte Stuart ou Amies com ou sem carvão.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 
 

LESÕES UNGUEAIS
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Lesões Ungueais:
Não deve ser coletado material apenas da borda livre pois não se obtém amostras de qualidade para a análise. Não fazer limpeza excessiva ou cortar as unhas por pelo menos 7 dias antes da coleta. Se a unha apresentar partes frágeis, descoloridas ou distróficas, deve-se raspar esses locais com auxílio de cureta dermatológica ou oftalmológica. Realizar a prévia desinfecção com álcool 70% e raspar profundamente a área infectada desde a porção distal até a proximal, sendo que as primeiras escamas coletadas da porção distal devem ser eliminadas, pois são mais contaminadas. Em unhas com lesões subungueais coletar embaixo da unha com um bisturi, cureta dermatológica ou odontológica, entre a unha íntegra e a lesão, se necessário cortar a unha apenas para atingir o local da lesão. Sempre dar preferência a coletar na região proximal da matriz ungueal. Em lesões supraungueais, raspar a parte esbranquiçada aderida à superfície da unha. Em unhas com lesões inflamatórias (onicomicoses com paroníquia), fazer a limpeza com soro fisiológico, enxugar com gaze e coletar o pus com Swab. Quando o paciente apresentar lesão em mais de uma unha, coletar individualmente o material de cada lesão. Coletar sempre o máximo possível de material, colocar as amostras em placa de Petri descartável, frasco estéril ou lâminas sobrepostas
 
MUCOSA ORAL E OROFARINGE
 
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coletar com Swab estéril o material da lesão de mucosa, papilas linguais ou região tonsilar. Enviar Swab em meio de transporte Stuart ou Amies (com ou sem carvão).
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 
OCULARES
 
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Oculares ::
Para coleta de material conjuntival utilizar Swab (Stuart ou Amies). Raspado de córnea deve ser realizado por espátula esterilizada ou lâmina de bisturi, procede-se a semeadura no momento da coleta em ágar Sabouraud pelo coletador.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 
PELOS E COURO CABELUDO
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Pelos e Couro Cabeludo:
Realizar raspado das bordas da lesão, preferencialmente em zonas de alopecia (região sem cabelo⁄pelo), bem como retirar fios de cabelo com o auxílio de uma pinça (bordas da lesão), colocar a amostra em placa de Petri descartável, lâminas sobrepostas ou frasco estéril. Se for observado a presença de nódulos (branco ou escuro) nos pelos, cortar fragmentos do pelo com uma tesoura e colocar no recipiente de coleta. Não utilizar óleos, cremes, tintura, tonalizante, shampoos com substâncias antissépticas ou spray de cabelo antes da coleta. Em pacientes com reação inflamatória presente realizar a limpeza com soro fisiológico ou água destilada estéril, esperar secar e em seguida realizar a coletada secreção com Swab (Stuart ou Amies com ou sem carvão).
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 

PONTA DE CATETER, SONDAS E CÂNULAS
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
Devem ser recebidos cortados em pedaços de 1cm com tesoura ou bisturi esterilizado, acondicionar em frasco estéril, sem meio de transporte ou solução fisiológica.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 

SECREÇÃO NASAL E SEIOS DA FACE
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
A coleta pode ser realizada por Swab stuart ou amies com ou sem carvão, punção dos seios da face ou biópsia obtida pelo médico.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 
SECREÇÕES DIVERSAS
 

INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Secreções Diversas (exsudato):
Fazer assepsia com álcool 70% ou clorexidina nas lesões fechadas. Nos abscessos fechados, coletar com seringa (aproximadamente 1 mL) ou fazer drenagem da secreção. Se o abscesso drena espontaneamente, o material purulento deve ser coletado com swab com meio de transporte, após limpeza prévia. Nas lesões ulceradas, recobertas por crosta, o material ideal para coletar é obtido após remoção da crosta com auxílio de lâmina ou bisturi e o material deve ser coletado abaixo, na base limbolateral. Colocar o material colhido em recipientes para transporte apropriado (placas de petri descartáveis lacradas com fita adesiva, frasco estéril, Swab com meio de transporte (stuart ou amies com ou sem carvão), seringa com ponta vedada etc.).
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar em temperatura ambiente.
 
URINA
INSTRUÇÕES DE COLETA
Coleta Urina :
Coletar urina de jato médio ou conforme solicitação médica, podendo ser por sonda ou punção suprapúbica, em coletor descartável estéril. Não deve ser coletado urina de frasco ou bolsa (tipo coletor) ligado a sonda. Não utilizar urina de 24 horas. Volume mínimo recomendado de 20-30 mL. Não utilizar frasco com conservante.
 
INSTRUÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO
Transportar refrigerado (2°C a 8°C).
 

INTERPRETAÇÃO
A Cultura de Fungos é um exame específico para diagnóstico das infecções fungicas,  em diversos materiais clínicos,  com identificação de seu agente causal. Para obter  sucesso no isolamento dos agentes etiológicos das micoses é imprescindível que seja realizada a coleta adequada, o rápido transporte das amostras ao laboratóri

Sinonímia

CULTURA PARA DERMATÓFITOS ; CULTURA PARA LEVEDURAS ; FUNGOCULT ; FUNGOS CULTURA DIVERSOS

Informações Adicionais

Prazo de Entrega

36 Dias

Matarial

Diversos