Laboratório Citocenter

Exames

ACIDOS ORGANICOS URINA

Material
Urina.
 
Palavras Chave
Analise de Acidos Organicos Urinarios – Qualitativa
Avaliaçao qualitativa de acidos organicos
Cromatografia de acidos organicos
ACORGQL
 

Instruções
Colher, preferencialmente, a primeira urina da manhã ou com intervalo mínimo de 04 horas após a última micção.
Colher o jato médio da urina com retenção de 4 horas entre as micções.
Lavar as mãos com água e sabão.
Fazer higiene da genitália com água e sabão, secar, desprezar o 1º jato de urina, coletar o jato médio em frasco próprio.
Após a coleta enviar ao laboratório no prazo máximo de 1 (uma) hora a temperatura ambiente.
Para coleta domiciliar: o frasco para a realização desse exame deve ser retirado pelo cliente ou responsável em uma de nossas lojas ou adquirido em farmácias. O material deverá ser entregue ao colhedor no momento do atendimento domiciliar. Se não for possível, o cliente ou responsável deverá entregar o material posteriormente, em uma de nossas unidades.
 

Jejum
Não é necessário.
 

Condições
Urina recente.
 
Volume Mínimo
5,0 ml.
 

Volume Recomendável
10,0 ml.
 

Questionário
Preencher questionário : " Questionário para investigação de Erros Inatos do Metabolismo", com informações complementares do cliente.
Questionários e Termos – Anexo
Erros Inatos do Metabolismo.pdf Visualizar
 
Comentários
Principais ácidos orgânicos analisados. ÁCIDOS ORGÂNICOS URINÁRIOS E METABÓLITOS ANALISADOS QUALITATIVAMENTE. METABOLISMO DOS AMINOÁCIDOS AROMÁTICOS: – Fenilacético, fenilático; fenilpirúvico; 4-hidroxifenilático, 4-hidroxifenilacético, 4-hidroxifenilpirúvico, mandélico, homogenstísico, N-acetiltirosina. 2) METABOLISMO DOS AMINOÁCIDOS DE CADEIA RAMIFICADA: – Metilmalônico, 3-hidroxi-3-metilglutárico, 3-hidroxisovalérico, 3-hidroxipropiônico, 3-hidroxivalérico, 3-hidroxi-2-metilbutírico, 3-metilglutacônico, 3-metilglutárico, 2-cetoisocapróico, 2-hidroxi-3-metilvalérico, 2-hidroxiisocapróico, metilcítrico, 2-hidroxisovalérico, 2-metilcetoacético, 3-metilcrotonilglicina, isovalerilglicina, propionilglicina, tiglilglicina. 3) OXIDAÇÃO DOS ÁCIDOS GRAXOS: – Etilmalônico, sebácico, subérico, adípico, 5-hidroxihexanóico, metilsuccínico, octanóico, 2-hidroxisebácico, 3-hidroxisebácico, hexanoilglicina, butirilglicina, isobutirilglicina, 2-metilbutirilglicina, suberilglicina. 4) CICLO DE KREBS E CADEIA RESPIRATÓRIA: – Fumárico, 2-cetoglutárico, succínico, málico, cis-aconítico, citríco, isocítrico. 5) ÁCIDO LÁTICO E CORPOS CETÔNICOS: – Lático, pirúvico, 2-hidroxibutírico, 3-hidroxibutírico, acetoacético. 6) METABOLISMO DA GLICINA, SERINA E LISINA: – Oxálico, 2-hidroxiadípico, glutárico, 3-hidroxiglutárico, glutacônico, glicólico, glicérico. 7) OUTROS ÁCIDOS E METABÓLITOS: – Orótico, malônico, 2-hidroxiglutárico, 3-metiladípico, homovanílico, N-acetilaspártico, mevalonolactona, 4-hidroxibutírico, 4,5-di-hidroxihexanóico⁄lactona, 3,4-di-hidrobutírico, hipúrico, derivado ciclíco da citrulina, glicerol, piroglutãmico, palmítico.
 

OBSERVAÇÕES: Só são reportadas as alterações dos ácidos orgânicos urinários clinicamente significativas e com a interpretação baseada nos dados clínicos informados na solicitação do exame. As alterações dos ácidos orgânicos são reportadas como, discretas, moderadas ou expressivas de acordo com a abundância dos metabólitos.

Sinonímia

ACIDOS ORGANICOS URINA ; ACORGU

Informações Adicionais

Prazo de Entrega

13 Dias

Matarial

Urina recente Quantidade: 50 ml