Laboratório Citocenter

Exames

ACIDO DELTA AMINOLEVULINICO UFJT

MATERIAL
URINA FINAL DA JORNADA DE TRABALHO
 
MEIO(S) DE COLETA
Tubo cônico.
 
VOLUME MÍNIMO
5 mL
 
INSTRUÇÕES DE PREPARO
Medicação: Evitar o uso de barbitúricos, amônia, cisplatina, clordiazepóxido, cloroquina, clorpropramida, diazepam, ergotamina, estrógenos, etanol, glucosaminas, hidantoinatos, penicilina, sulfamídicos.
 
INSTRUÇÕES DE COLETA
 
Coletar em frasco apropriado a urina do final do último dia da jornada de trabalho, ou após o período de exposição. Manter amostra refrigerada desde o momento da coleta.
 
Durante o cadastro do exame serão geradas duas etiquetas, uma para análise do ADAL e outra para realização da creatinina urinária. As duas amostras deverão ser encaminhadas ao laboratório para o processamento do exame.
 
INTERPRETAÇÃO
O Ácido Delta-Aminolevulínico é um indicador biológico que reflete a interferência do chumbo na síntese do heme. A toxicidade do chumbo se manifesta principalmente em quatro sistemas, gastrointestinal, renal, nervoso e hematopoiético, sendo este último de grande importância no monitoramento biológico à exposição a este metal. O principal efeito do chumbo neste sistema é a redução dos níveis do grupo prostético heme, causado pela inibição de algumas enzimas utilizadas na síntese da hemoglobina, devido a ligação do metal à enzima ácido delta-aminolevulínico desidrata-se (ALA-D), causando o acúmulo do ácido delta-aminolevulínico (ALA) no sangue e na urina. Deste modo, a determinação do ácido delta aminolevulínico urinário (ALA-U) pode ser empregado para o monitoramento da exposição ocupacional ao chumbo inorgânico, paralelamente aos níveis do metal no sangue. 

Sinonímia

ACIDO AMINOLEVULINICO ; ACIDO DELTA AMINOLEVULINICO UFJT ; ALA-U ; ALAURI

Informações Adicionais

Prazo de Entrega

7 Dias

Matarial

Urina final de jornada Quantidade: 50 ml