SAC62 3524-7000
62 98557-6105

Notícias

Hanseníase tem mais de 25 mil novos casos por ano

Publicado em : 30/01/2018

Apesar de ser muito antiga, a hanseníase, conhecida como lepra, teve 28.000 novos casos em 2016, segundo o Ministério da Saúde. De acordo com a presidente da Fundação Paulista contra a hanseníase, Marli Penteado Manini, a doença ainda existe devido à falta de informação e ao preconceito.
Marli explica que a enfermidade é transmitida por meio das vias respiratórias por uma bactéria conhecida como bacilo de Hansen. Ela ataca, principalmente, a pele e o sistema nervoso – mas, o mais importante: tem cura.
O tratamento é feito com remédios, que são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antigamente, em razão do preconceito, o paciente com hanseníase era isolado da sociedade, prática abandonada pelo Brasil nos anos 1960.
Para alertar sobre a hanseníase, o diagnóstico, a transmissão e o tratamento da doença, o mês de janeiro é dedicado ao tema e ficou conhecido como Janeiro Roxo.
 

Notícias

Veja sintomas e formas de evitar os tipos de câncer mais comuns no Brasil

03/02/2018

Instituto Nacional do Câncer informou que 1,2 milhão de novos casos devem aparecer no Brasil até 2019.

Problemas na coluna podem provocar um efeito dominó no corpo

02/02/2018

Os hábitos que mais prejudicam a coluna são esforços que exigem constantemente da estrutura.

Febre amarela: sintomas, transmissão e prevenção

23/01/2018

A febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos.

Câncer da pele: aprenda a se prevenir contra o tumor mais comum no Brasil

12/12/2017

Acidentes domésticos: como prevenir, o que fazer ou não caso aconteça?

08/12/2017

Acidentes domésticos são mais comuns do que se imagina e isso acontece porque muitos materiais utilizados no dia a dia parecem que não oferecem perigo, mas podem causar danos severos, sobretudo à visão. Além dos objetos, topadas e quedas também são bastante comuns.

 

Dengue tipo 2 volta a circular em Goiás após 9 anos, diz secretaria

04/12/2017

Segundo SES, dos mais de 34 mil casos da doença registrados em 2017, 81% são deste sorotipo; por conta do reaparecimento.

Câncer infantil: os tipos mais comuns da doença entre os pequenos

28/11/2017

O diagnóstico precoce é a melhor arma na luta contra a enfermidade, que pode ter sintomas semelhantes a outros problemas comuns da infância. 

Câncer Infantil

24/11/2017

O câncer infantil corresponde a um grupo de várias doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias (que afeta os glóbulos brancos), os do sistema nervoso central e linfomas (sistema linfático). 

Tuberculose

21/11/2017


Segundo a Organização Mundial de Saúde, um terço da população do mundo está infectada por esse agente e, a cada ano, surgem 10 milhões de novos casos, especialmente em nações pobres e em desenvolvimento, dos quais 3 milhões são fatais.
O Brasil infelizmente está entre os 22 países que concentram 80% dos indivíduos contaminados, com 95 mil casos registrados a cada ano. Como a baixa imunidade é um fator predisponente para desenvolvimento da tuberculose, a doença tem crescido muito entre os portadores de aids e de outras doenças crônicas debilitantes e pessoas que receberam transplante.
Apesar dos números alarmantes, é importante ressaltar que essa moléstia tem cura, desde que o tratamento seja feito corretamente, com regularidade do uso dos medicamentos e pelo tempo prescrito pelo médico. A falta de adesão ao tratamento dá origem à formas resistentes da micobactéria, mais agressivas e mais difíceis de tratar.
 

Diabetes Gestacional

17/11/2017

​Durante a gravidez, para permitir o desenvolvimento do bebê, a mulher passa por mudan-ças em seu equilíbrio hormonal. A placenta, por exemplo, é uma fonte importante de hor-mônios que reduzem a ação da insulina, responsável pela captação e utilização da glico-se pelo corpo. O pâncreas, consequentemente, aumenta a produção de insulina para compensar este quadro.